29 de ago de 2014

Publicação no Caderno de Finanças Públicas - ESAF

Em 2013, tive a oportunidade de participar do Programa de Pesquisa em Finanças Públicas mantido pela Escola de Administração Fazendária - ESAF.

De acordo com a ESAF, o objetivo do Programa é fortalecer sua capacidade de desenvolver pessoas, alinhada com o objetivo estratégico de fomentar e disseminar estudos.

A participação no grupo de Pesquisa foi uma oportunidade muito interessante, principalmente pela interação que houve entre pesquisadores que atuam na área de Contabilidade e Finanças Públicas de todo o Brasil.
Como fruto dos trabalho desenvolvidos, foi publicado recentemente a edição n° 13 do Caderno de Finanças Públicas da ESAF, com artigos dos participantes em 2013, desenvolvidos no âmbito do programa.

Os artigos desenvolvidos pelo grupo que participei, orientado por Elói Martins Senhoras, foram:

-- Avaliação da responsabilidade na gestão fiscal com base nos pilares da Lei de Responsabilidade Fiscal: um estudo com municípios de Santa Catarina -  Cláudia Ferreira da Cruz &  Elói Martins Senhoras

-- Balanço da transparência na Administração Pública brasileira entre 1993 e 2013 - Bruno Martins Moutinho &  Elói Martins Senhoras

-- Riscos fiscais e Lei de Responsabilidade Fiscal no Estado de Santa Catarina -  André Luiz Sant´Ana Ferrari &  Elói Martins Senhoras


28 de ago de 2014

Encontro de Coordenadores e Professores de Ciências Contábeis

IX Encontro Nacional de Coordenadores e Professores do Curso de Ciências Contábeis (ENCPCCC)

Data: 16 e 17 de setembro de 2014

Local: Auditório do Conselho Federal de Contabilidade - Brasília - DF

Objetivo: aproximar o CFC da realidade das instituições de Ensino Superior (IES), discutir a qualidade do ensino e as tendências da profissão e debater os principais desafios dos cursos de Ciências Contábeis.

Maiores informações e inscrições: ENCPCCC

Meio milhão de profissionais da Contabilidade

A Contabilidade no Brasil atingiu, em agosto de 2014, a marca de 500 mil profissionais. Para o presidente do CFC, José Martonio Alves Coelho, o número reflete a importância da profissão para a sociedade brasileira.

“A Contabilidade tem mudado ao longo dos anos, ocupando espaços cada vez mais importantes nas discussões essenciais para a sociedade. Hoje, podemos comemorar o reconhecimento da importância da classe contábil para o desenvolvimento econômico do nosso País”, destacou.

Dados da Vice-presidência de Registro do CFC mostram que São Paulo aparece na frente, com 138.808 mil profissionais registrados, seguido de Minas Gerais, com 54.861 mil, e Rio de Janeiro, com 54.703 mil. O Distrito Federal conta, atualmente, com 14.955 profissionais registrados.

As mulheres já ocupam quase metade do mercado na área: são, atualmente, 207 mil mulheres na profissão (41%). Os homens somam 293 mil profissionais (59%). A maioria (62%) dos profissionais é formada por bacharéis em Ciências Contábeis, enquanto os técnicos representam 38%.

Para exercer a profissão, os bacharéis e técnicos em contabilidade devem se submeter ao Exame de Suficiência, instituído pela Lei n.º 12.249/10. No Brasil, somente os cursos de Direito e Contabilidade utilizam esse recurso para medir conhecimento e nivelar o mercado [O Exame de Suficiência não deveria objetivar nivelar o mercado, mesmo porque não tem condições de fazê-lo]. Aprovado no exame, o futuro profissional obtém o registro no Conselho Regional de Contabilidade.

O contador ou técnico em contabilidade tem a função de analisar, interpretar e relatar informações financeiras e operacionais para o controle de uma empresa. Além disso, o profissional também é essencial nas funções de planejamento, avaliação e controle das atividades, assegurando o uso apropriado e a responsabilidade abrangente de recursos.

Os números de profissionais estão atualizados até 21 de agosto. No site do CFC –   Quantos Somos - é possível obter, diariamente, dados estatísticos de profissionais e escritórios registrados e ativos existentes no território nacional.

Fonte: Comunicação CFC

IV Seminário Internacional de Contabilidade Pública

Abrindo a agenda de eventos contábeis de 2015, divulgo aqui a realização do IV Seminário Internacional de Contabilidade Pública, do qual tenho interesse em participar.

IV Seminário Internacional de Contabilidade Pública
Data: 25 a 27 de maço de 2015
Local: Hotel Outro Minas, em Belo Horizonte
Tema: Contabilidade Pública, Gestão e Cidadania 
Objetivos: 
- Apresentar e discutir o estágio atual da Contabilidade Pública nos cenários nacional e internacional e seu impacto no aprimoramento da gestão pública. 
- Promover a atualização dos profissionais de contabilidade que atuam na administração pública federal, estadual e municipal, visando à harmonização de conceitos e ao alinhamento de diretrizes estratégicas que norteiam a contabilidade pública no país.

Maiores informações: http://sicp.cfc.org.br/

27 de ago de 2014

Pesquisa de satisfação do Sistema CFC/CRCs

CFC realiza pesquisa de satisfação com profissionais e sociedade em geral

O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) está realizando uma pesquisa com a finalidade de medir o grau de satisfação dos profissionais da Contabilidade em relação ao CFC e, também, para avaliar a imagem do profissional da área e do Sistema CFC/CRCs pela sociedade em geral.
Por meio dos resultados que serão obtidos, o Sistema CFC/CRCs pretende implementar ações que busquem contribuir para a melhoria dos serviços prestados e elevar o nível de satisfação.
Dessa forma, o CFC solicita a todos que participem dessa pesquisa, respondendo ao questionário até o dia 26 de setembro de 2014. Os questionários são de natureza confidencial.

Anais dos Congressos Brasileiros de Custos

A Associação Brasileira de Custos (ABC) está disponibilizando os Anais dos Congressos Brasileiros de Custos (CBC) em base eletrônica a partir desta edição do Congresso. Os Anais de TODAS as 20 edições do CBC encontram-se disponíveis no seguinte endereço: http://anaiscbc.emnuvens.com.br/anais/index.
No menu superior, os anais das edições anteriores podem ser acessados, na opção "ANTERIORES".
Antes dessa iniciativa, os artigos publicados nos anais do CBC só podiam ser acessados a membros associados à ABC com anuidade paga e por meio de senha.
Com a disponibilização dessa base, com os artigos de 20 anos de Congressos de Custos, certamente pesquisadores das áreas de Contabilidade de Custos, Contabilidade Gerencial e afins terão mais uma base de pesquisa para aperfeiçoar suas pesquisas e futuras publicações.

26 de ago de 2014

Ideias saudáveis

No último domingo, dia 24 de agosto, participei de uma corrida para mulheres no Aterro do Flamengo, Rio de Janeiro, o Circuito Vênus. Esse é o quinto ano consecutivo que participo dessa prova. E como se trata de uma corrida só para mulheres, eles organizam o ambiente para que a mulherada se divirta, além de suar a camisa na pista. Os serviços vão desde avaliação nutricional, comércio de cosméticos, manicure, cabeleireiro, massagem, aulas de danças, yoga, pilates até degustação de snacks de patrocinadores. Enfim, uma farra para corredoras experientes e também marinheiras de primeira viagem.

Eu, particularmente, não aproveitei nem 10% dos serviços oferecidos. O maior interesse era efetivamente correr no dia seguinte. E corri! Eu fiz o percurso de 10 km na prova, completados em exatos 60 minutos. Esse não foi o meu melhor tempo em 10 km [embora dentro do tempo máximo que me desafiei a fazer], mas foi o possível para um domingo de calor no Rio de Janeiro e para uma corredora com pouco treino e com outras preocupações, muito além da velocidade das passadas.

Muitas pessoas que correm costumam pensar em um mundo de coisas enquanto correm. Eu sou assim. Nos momentos em que estou em um ritmo bom, costumo lembrar dos momentos de alegria, das minhas vitórias, superações, da força para prosseguir, para superar dificuldades, para ir contra a maré... Porém, nos momentos do percurso em que o cansaço pesa e as forças começam a diminuir, eu me lembro de momentos angustiantes e é inevitável pensar se realmente conseguirei prosseguir, persistir, ir até o fim, cruzar a linha de chegada... Na corrida e nos outros desafios fora das pistas.
Nessa edição do Circuito Vênus, o processo de elaboração da tese correu comigo, nos pensamentos, nos momentos de empolgação, no cansaço, no medo de não ter força para chegar. E eu pensei também em escrever um post no blog sobre esse turbilhão de emoções que envolviam a dinâmica da corrida e a dinâmica da tese.

Nas subidas e descidas, em cada passada, em cada gota de suor, em cada inspiração e expiração, em cada ultrapassagem, em cada Km vencido eu pensava que assim seria com o processo da elaboração da tese: a linha de chegada estava mais próxima e eu chegaria lá.
Nos momentos em que eu ultrapassava alguém que corria em menor velocidade e também nos momentos em que eu era ultrapassada pelos mais velozes eu me lembrava dos colegas da turma do doutorado, que vivem os mesmos desafios, dos que já defenderam, dos que ainda estão lá atrás e pensei: na corrida e na tese não estou competindo com ninguém, o importante é que todos cheguem... Que todos vivam a alegria, a leveza e a liberdade de chegar!

E pensei mais: E se eu não chegar a completar a corrida? Sim, poderia acontecer! Eu prossegui: É só uma corrida. E a vida é muito mais que uma corrida... Imediatamente continuei: E se eu não conseguir completar a tese? Tudo bem, eu pensei: a tese é bem mais que uma corrida... Sim, mas a vida é bem mais que a tese! E continuei correndo... E continuo escrevendo.

Embora tenhamos metas a perseguir e que são catalizadoras de momentos de alegria, não alcançar todas elas não é o fim da vida. Tudo é aprendizagem! Tudo, por mais doloroso que seja!
Cruzei a linha de chegada da corrida, mas senti uma alegria grande mesmo foi quando vi uma placa dizendo que faltavam 500 metros! E desse processo todo de elaboração da minha tese falta um pouco mais que 500 metros. Vejo vocês na linha de chegada!



#CorroPorqueNãoTenhoAsas
#SigoEmBusca
#SumakKawsay

Audiências Públicas - CPC

Os seguintes documentos estão disponíveis para audiência pública até o dia 15/09/2014 no site do CPC [www.cpc.org.br]:

-- Orientação Técnica OCPC 07 – Notas Explicativas
-- Interpretação Técnica ICPC 20 – Limite de Ativo de Benefício Definido, Requisitos de Custeio (Funding) Mínimo e sua Interação
-- Interpretação Técnica ICPC 09 (R2) – Demonstrações Contábeis Individuais, Demonstrações Separadas, Demonstrações Consolidadas e Aplicação do Método da Equivalência Patrimonial
-- Interpretação Técnica ICPC 19 – Tributos
-- Revisão CPC 06

Sugestões e comentários devem ser enviados à Comissão de Valores Mobiliários, ao Comitê de Pronunciamentos Contábeis e ao Conselho Federal de Contabilidade nos seguintes endereços:

-- Conselho Federal de Contabilidade: endereço eletrônico: ap.nbc@cfc.org.br, ou correspondência para SAS, Quadra 5, Bloco J, edifício CFC, 10º andar - Brasília-DF - CEP 70070-920;
-- Comissão de Valores Mobiliários: Superintendência de Normas Contábeis e de Auditoria, através do e-mail: AudPublicaSNC0114@cvm.gov.br, ou para a Rua Sete de Setembro, 111/27º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20050-901;
-- Comitê de Pronunciamentos Contábeis: endereço eletrônico: cpc@cpc.org.br, ou correspondência para SAS, Quadra 5, Bloco J, edifício CFC, 10º andar - Brasília-DF - CEP 70070-920.

20 de ago de 2014

Missing data

Em minha pesquisa de tese, graças, a priori, à falta de eficiência dos tribunais de contas, tenho muitos dados faltantes (missing data) em meu banco de dados, gerado a partir de indicadores fiscais, orçamentários e de transparência de 282 municípios brasileiros (todos com população superior a 100 mil habitantes).

Para clarear as ideias e lidar melhor com esse problema, estou lendo o livro Missing data: a gentle introduction, dos autores Patrick E. McKnight; Katherine M. McKnight; Souraya Sidani; Aurelio José Figueredo, publicado pela editora Guilford Press, 2007 (New York).

Encontrei algumas citações interessantes no livro, que gostaria de partilhar no blog. Inicialmente pensei em fazer uma tradução livre, mas por falta de tempo e para oferecer aos leitores o texto original, segue!

"As the old saying goes, the only certainties are death and taxes. We'd like to add one more to that list: missing data. As any social scientist can attest, missing data are virtually guaranteed in research studies."
“The best solution to handle missing data is to have none.” (R. A. Fisher)

No Prefácio do livro, os autores agradecem a um colega chamado Lee Sechrest, que colaborou com sugestões valiosas para o livro. Ainda de acordo com os autores, Lee propôs quatro “leis” que foram recentemente publicados por Bradley Smith (2006) e essas influenciaram sua forma de pensar, de forma que decidiram apresentá-las no livro. Eis!

Lee’s Law Number 1: Everything eventually turns up.
This law says that missing data often are not missing. If the data are simply misplaced on our desk, a thorough search may very well turn up data we believed to be missing.

Lee’s Law Number 2: More is better than less.
We view this law not from the perspective of missing data but from the perspective of data. If we have more actual data, that can offset missing data. More missing data, however, we would not want!

Lee’s Law Number 3: Rarely is there such a thing as a true catastrophe.
Unless all information is lost, most missing data situations can either be prevented or treated. Catastrophic data loss is rare enough that we do not need to prepare ourselves for that outcome.

Lee’s Law Number 4: Nothing in statistics or research methodology requires you to do something stupid.
This last law is our guiding principle. Thoughtful approaches should always be preferred. No procedure warrants using unsound data-handling methods. People who have misused or performed contraindicated analyses should own up to the mistakes and not blame an approach. At the heart of it all, we embrace a philosophy where researchers calmly approach missing data as an interesting question rather than as a catastrophe. The researcher acts as a detective, “solving” the problem without compromising the integrity of the study.

12 de ago de 2014

Aula inaugural do Doutorado PPGCC/FACC/UFRJ

O quê? 
Aula inaugural da primeira turma do Curso de Doutorado do Programa de Pós-graduação em Ciências Contábeis da UFRJ 

Onde?  
Auditório do Colégio Brasileiro de Altos Estudos (CBAE), na Av. Rui Barbosa, 762 - Flamengo - Rio de Janeiro - RJ

Quando? 
18 de agosto de 2014

Que horas? 
19h30min

Tema?  
Fomento à Pesquisa Contábil, com a participação de representantes do CNPq e CAPES.

http://www.ppgcc.ufrj.br/

O que é Contabilidade?

Para refletir sobre a percepção que as pessoas têm sobre o que é Contabilidade. 
Acho que é desnecessário fazer tradução, pois a figura é muito didática!



Fonte: Imagem capturada na página do Facebook da Profª. Silvia Casa Nova.

11 de ago de 2014

Pesquisa: Avaliação da Ação Legislativa do Congresso Nacional

Pesquisa sobre Avaliação da subfunção ação legislativa do Congresso Nacional pelos contribuintes/usuários. Os avaliadores não são identificados. 
São apenas duas questões:

1. Identificação da Cidade/Estado que você reside:

2. Atribuição de nota de avaliação para o Congresso Nacional (Deputados Federais e Senadores) no cumprimento de suas obrigações constitucionais (elaboração de leis ordinárias, emendas constitucionais, leis complementares). A legislação afeta toda a população brasileira.

Finalidade: dados para subsidiar um artigo científico.

Tempo de duração: menos de 1 minuto.

Link da pesquisa: http://goo.gl/oMdpI0
“... nunca [...] plenamente maduro, nem nas idéias nem no estilo, mas sempre verde, incompleto, experimental.” (Gilberto Freire)