19 de nov de 2017

Amigo Secreto dos Blogs de Contabilidade

Olá pessoal!

Após um período offline, retomamos uma citação do célebre escritor Pierre Lévy: 

“Um movimento geral de virtualização afeta hoje não apenas a informação e a comunicação, mas também os corpos, o funcionamento econômico, os quadros coletivos da sensibilidade ou o exercício da inteligência. A virtualização atinge mesmo as modalidades do estar junto, a constituição do “nós”: comunidades virtuais, empresas virtuais, democracia virtual...”

Esse movimento de comunicar-se pelas ondas virtuais, nos fez retomar uma iniciativa de 2013: o amigo secreto dos blogs de contabilidade.

Este ano os blogs participantes são: 
  1. Acervo Contábil (Sandro Vieira) - SC
  2. Análise de Balanço (Alexandre Alcântara) - BA
  3. Contabilidade Financeira (Cesár Tibúrcio, Isabel Sales e Pedro Correia) - DF
  4. Contabilidade e Métodos Quantitativos (Felipe Pontes) - PB
  5. Base Gecap (Roberto Lima) - RN
  6. Histórias Contábeis (Polyana Silva) - PA
  7. Ideias Contábeis (Claudia Cruz) - RJ
  8. Informação Contábil (Orleans Martins) - PB
  9. Vladmir Ferreira - MA
O amigo secreto vai nos permitir o "estar junto" virtualmente, uma vez que os blogueiros responsáveis pelos blogs são de diferentes locais do Brasil... Todas as regiões representadas! :) 
Já fizemos o sorteio (virtual, é claro)! E cada blogueiro já recebeu o seu amigo-blogueiro secreto...
Em breve teremos os posts de revelação!

3 de out de 2017

Artigo: Narcisismo e Desonestidade Acadêmica

A Revista Universo Contábil (Blumenau, v. 13, n. 3, p. 70-89, jul./set., 2017) publicou em sua última edição o estudo Narcisismo e Desonestidade Acadêmica, de autoria de Bruna Camargos Avelino e Gerlando Augusto Sampaio Franco de Lima.
O trabalho teve como objetivo verificar se traços de personalidade narcisista influenciam a probabilidade de estudantes do curso de Ciências Contábeis apresentarem comportamentos considerados desonestos no âmbito acadêmico.
A pesquisa foi aplicada a 201 estudantes de IES de três estados brasileiros, por meio de um questionário. De acordo com o resumo do trabalho, as evidências empíricas apontam que as respostas dos estudantes remetem a características de indivíduos narcisistas, tais como: obstinação em busca de seus objetivos; busca incansável pelo sucesso; preferência por produções individuais; dificuldades em expressar sentimentos que envolvam conflitos e sofrimentos; sentimento de culpa quando não atingem seus ideais; preocupação exacerbada com o corpo; necessidade de impressionar bem os outros; sentimento de incômodo quando precisam de alguém; busca desenfreada pelo prazer; dentre outras.
Porém, segundo os autores, tais tendências narcisistas não exercem influência sobre a probabilidade de os estudantes apresentarem comportamentos considerados desonestos no ambiente acadêmico.
No texto completo do artigo não foi disponibilizado o questionário, mas me causou curiosidade verificar como foi “avaliada” a probabilidade de os estudantes apresentarem comportamentos considerados desonestos no ambiente acadêmico. Trata-se de uma dimensão crítica que, em um questionário, precisa ser colocada de forma muito sutil para não apresentar viés, uma vez que não parece agradável a ninguém admitir uma tendência a comportamentos considerados desonestos.
Vou pedir o acesso ao questionário ao Gerlando e à Bruna. Enquanto isso, segue o link para acesso ao artigo.

26 de set de 2017

Novo Perfil da Profissão Contábil

Olá pessoal,
Reproduzo aqui matéria publicada na Revista Exame sobre o novo perfil da profissão contábil.

O novo perfil de uma das profissões mais estáveis do Brasil
Com o avanço do big data, a carreira em contabilidade tem exigido novas competências. 

Faça chuva ou faça sol na economia do país, quem trabalha com contabilidade parece estar sempre a salvo de turbulências. Mas toda essa lendária estabilidade da carreira não se traduz em ausência de novidades — ou de mudanças.

A chegada de novas tecnologias está alterando a antiga profissão, e quem não acompanhar esse ritmo acabará ficando para trás, diz o professor Bruno Salotti, coordenador da graduação em ciências contábeis da FEA-USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo).

Foi-se o tempo em que o contador era o mero encarregado de registrar manualmente em livros cada ocorrência contábil do negócio. As atividades burocráticas da área passaram a ser cada vez menos feitas por humanos com a chegada da informática e, mais tarde, dos softwares especializados.

“O profissional deixou de produzir os dados e passou a analisá-los, com o objetivo de prever o impacto contábil de cada decisão de negócios”, diz Salotti.

Nesse sentido, deixou de olhar para o passado da empresa — o dinheiro que entrou e que saiu no mês anterior, por exemplo —, e passou a fazer projeções para seu futuro.

A automatização de processos em contabilidade transformou um trabalho burocrático em analítico, o que também abriu espaço para que ele pudesse se tornar gerencial: há anos, grandes empresas já contam com a figura do CAO (Chief Accounting Officer), uma posição de diretoria alternativa à do tradicional CFO (Chief Financial Officer).

“O contador tem sido trazido para o âmbito da gestão”, afirma o professor da USP. “Ele agora ajuda a desenhar operações para gerar economia fiscal, identificar as melhores áreas geográficas para expandir o negócio e delinear as estratégias da companhia de forma geral”.

O big data entra na conta

Para desempenhar funções cada vez mais estratégicas, o contador tem em mãos um recurso precioso: o big data.

Afinal, graças ao avanço da tecnologia, um gigantesco oceano de dados está à disposição das empresas — e elas buscam profissionais capazes de ajudá-las na missão de desvendá-los, inclusive na seara contábil.

“Além de ter conhecimentos profundos em contabilidade, hoje também é preciso dominar ferramentas de análise de big data e business intelligence”, diz José Carlos Fortes, contador e presidente da Fortes Tecnologia, empresa que desenvolve de softwares de gestão.

O profissional de contabilidade mais requisitado do momento, segundo ele, é uma espécie de “cientista de dados contábeis”.

Não é preciso entender de programação, necessariamente; mas é preciso ir muito além do Excel. “O novo contador precisa dominar ferramentas de gestão de dados, montar painéis de análise e extrair conclusões para orientar as decisões do negócio”, afirma o especialista.

Domínio do inglês é raro na área

Além da facilidade para lidar com o big data, o contador do século 21 também precisa ter pelo menos nível intermediário no idioma de Shakespeare para compreender e transmitir informações sobre a situação contábil do negócio — principalmente no caso de trabalhar em uma multinacional.

“Embora tenha havido uma melhora nos últimos anos, ainda é muito difícil encontrar candidatos que falem bem inglês, porque historicamente as vagas em contabilidade não exigiam essa competência”, explica Leonardo Berto, gerente de negócios da consultoria Robert Half.

Segundo o especialista, um contador especializado em tributos que domine o idioma é do tipo “mosca branca”: encontrá-lo é uma missão praticamente  impossível.

O professor Salotti, da FEA-USP, diz que seus alunos são orientados em sala de aula a investir no inglês. “A faculdade tem disciplinas e provas em inglês, além de oferecer diversos programas de intercâmbio”, explica. “O estudante compreende desde cedo que, na carreira de contabilidade, inglês não é mais diferencial, mas requisito”.

Comportamento também importa -- e muito

De acordo com o gerente da Robert Half, certas habilidades comportamentais específicas são fundamentais para se dar bem no mercado de contabilidade no Brasil.

Uma delas é a disposição para investir em atualização constante. “A pós-graduação em controladoria é o caminho natural de muitos contadores,”, explica Berto. “Como ensina a transformar números em estratégia, é um dos mais demandados pelo mercado”.

Mestrado ou MBA em auditoria, compliance, business intelligence, gestão e perícia contábil também estão entre as opções de pós-graduação mais quentes do momento na área, segundo Fortes.

Ter um perfil estudioso, porém, não é suficiente. Além de resiliência e capacidade de automotivação, o contador precisa ser hábil em relacionamentos interpessoais. “Uma demanda recorrente dos empregadores é por profissionais que saibam se comunicar e fazer a ponte entre o departamento contábil e outras áreas, como marketing, vendas ou operações”, diz Berto.

Salotti também destaca a capacidade de navegar pela interdisciplinaridade do mundo dos negócios. Além de ter um conhecimento profundo sobre a própria área, o contador também deve saber um pouco de economia, administração, estatística, direito e tecnologia.

“Quem tem uma sólida formação em ciências contábeis e uma visão panorâmica de outras áreas, além de fortes competências comportamentais, será um excelente candidato à diretoria de finanças de uma empresa”, diz o professor da FEA-USP.

Fonte: Revista Exame 

22 de set de 2017

Pós graduação Stricto Sensu em Ciências Contábeis II

Após a divulgação dos resultados da avaliação quadrienal (2013-2016) dos programas de pós graduação Stricto Sensu no Brasil pela CAPES, temos a seguinte situação dos  PPG da área de Ciências Contábeis:


(*) PPG em descontinuidade.

As regiões Sudeste e Sul concentram juntas 70% dos programas de pós-graduação Stricto Sensu da área de Ciências Contábeis. A área cresceu, mas continua concentrada e ainda com oportunidades de expansão.

20 de set de 2017

Pós graduação Stricto Sensu em Ciências Contábeis

A divulgação dos resultados da avaliação quadrienal (2013-2016) dos programas de pós graduação Stricto Sensu no Brasil pela CAPES revelou os seguintes dados para os PPG da área de Ciências Contábeis:

São 31 programas de pós graduação Stricto Sensu recomendados, sendo 27 acadêmicos e 4 profissionais. Esses PPG oferecem 46 cursos, sendo 4 mestrados profissionais, 27 mestrados acadêmicos e 15 doutorados.

Esses números revelam um crescimento relevante na área, pois na avaliação anterior (Triênio 2010-2012) os números eram bem mais modestos: eram 20 PPG ativos, sendo 17 acadêmicos e 3 profissionais. Esses PPG ofereciam 24 cursos, sendo 3 mestrados profissionais, 17 mestrados acadêmicos e 4 doutorados.

Em relação ao número de PPG, houve crescimento de 55% (de 20 para 31).

Em relação ao número total de cursos, houve crescimento de 91,7% (de 24 para 46).

Em relação ao número de cursos de Mestrados acadêmicos, houve crescimento de 58,8% (de 17 para 27).

Em relação ao número de cursos de Doutorado, houve crescimento de 275% (de 4 para 15).

Acesso ao resultado completo da Avaliação Quadrienal da CAPES

20 de jun de 2017

Congressos com submissões em aberto

Congressos com submissões em aberto:

-- VIII Congresso Nacional de Administração e Contabilidade - AdCont 2017 [http://adcont.net/index.php/adcont/AdCont2017]
Data do evento: 19– 21 outubro de 2017
Local: IAG/PUC-Rio – Rio de Janeiro – RJ 
Período de submissão: 26/06/2017 a 31/07/2017

-- 3º Congresso UnB de Contabilidade e Governança [http://soac.unb.br/index.php/ccgunb/ccgunb3]
Data do evento: 29 de novembro – 1º de dezembro de 2017
Local: UnB – Brasília – DF
Submissão de artigos: 1/6/2017 a 31/7/2017

-- XXIV Congresso Brasileiro de Custos [http://cbc2017.abcustos.org.br/] 
Data do evento: 15 a 17 de novembro de 2017
Local: Florianópolis - SC
Submissão de artigos: 18/07/2017 a 13/08/2017

-- X Congresso de Administração Sociedade e Inovação (CASI) 2017 [http://www.congressocasi.uff.br/]
Data do evento: 30 de novembro – 1º de dezembro de 2017
Local: Petrópolis – RJ
Submissão de artigos: 01/06 a 15/09/2017

13 de jun de 2017

Big Data & Applied Retail Analytics

Call for Papers - Big Data & Applied Retail Analytics (CLAV 2017)

Data: 19 e 20 de outubro de 2017


Deadline: 18/07/2017

Chamada de Trabalhos: Artigos (Científicos/Executivos/Working Papers), Caso de Ensino, Consórcio Doutoral, Iniciação Científica

Os melhores artigos científicos (com texto completo) serão considerados para publicação nos seguintes periódicos:

- Fórum RAE (Revista de Administração de Empresas)
- GV-Executivo
- Marketing Intelligence & Planning
- Revista Brasileira de Marketing (REMark)

Infos e inscrições: fgv.br/clav


Capital Natural e Metas de Desenvolvimento Global

O Laboratório de Modelagem de Sistemas Contábeis (LMSC) da FACC/UFRJ convida para um evento sobre Meio Ambiente, no mês em que comemoramos o Dia Mundial do Meio Ambiente. 

Evento: Palestra “Capital Natural e Metas de Desenvolvimento Global”
Palestrante: Jimmy Greer também é o Senior Manager - Business Focus da ACCA - Association of Chartered Certified Accountants e também membro do ISAR - UNCTAD.

Quando: 27 de Junho de 2017 (terça-feira)

Hora: 16h

Onde: Casa da Ciência - Centro Cultural de Ciência e Tecnologia da UFRJ (Campus Praia Vermelha - Rua Lauro Muller, nº3).

Inscrições e infos: lmsc@facc.ufrj.br

Workshop RAUSP - 70 years

Workshop RAUSP - 70 years
Learning How to Plan, Write, Revise and Publish Top Quality Papers In Top Quality Journals
Donald Huisingh - Editor-in-Chief, Emeritus, Journal of Cleaner Production
O Workshop tem por objetivo oferecer uma oportunidade para pesquisadores refinarem um artigo em estágio avançado (quase finalizado / finalizado) para submissão a um Top Journal. Os participantes terão a oportunidade de discutir seu artigo individualmente com editores experientes em suas áreas de pesquisa.
Deadline: 19 de Junho
Mais informações em: https://rausp70anos.wixsite.com/rausp-workshop

1 de jun de 2017

Rejeição de contas pelo TCE-RJ

O CRC-RJ se posicionou a respeito do parecer do TCE-RJ sobre as contas do Governo do Estado e a resposta do Governador sobre o parecer.
Em nota, o governo sinalizou que a rejeição das contas proposta pelo TCE-RJ se baseia apenas em questões de "natureza contábil" e que isso não reflete as condições em que os recursos públicos foram obtidos e aplicados, indicando divergências entre as informações apresentadas pela Contabilidade Pública e o entendimento do Governo.
Seria importante o governo do ERJ se lembrar que o parecer prévio emitido pelo TCE tem como base relatórios de natureza contábil, orçamentária e fiscal preparados pelo próprio governo do Estado... Se o ente não concorda com a fidedignidade de representação dos relatórios que emite, temos sérios problemas de evidenciação.

Segue a nota do CRC-RJ.


Escola de Amostragem e Metodologia da Pesquisa

V Escola de Amostragem e Metodologia da Pesquisa (V ESAMP)

Estão abertas as inscrições e também a submissão de trabalhos para apresentação na V Escola de Amostragem e Metodologia da Pesquisa (V ESAMP) que será realizada no período de 17 a 20 de outubro de 2017, no espaço Cenarium Rural, em Cuiabá, Mato Grosso. 

Como parte da programação da V ESAMP, será também realizado o IV Workshop Internacional sobre Pesquisas para Avaliação de Políticas Públicas.

Maiores informações podem ser encontradas no site oficial do evento: www.redeabe.org.br/esamp2017/

Congresso de Administração Sociedade e Inovação (CASI)

CHAMADA PARA TRABALHOS: Congresso de Administração Sociedade e Inovação (CASI)

O Congresso de Administração Sociedade e Inovação (CASI) é um evento interinstitucional que completa neste ano sua décima edição.

O evento nasceu em 2007 como uma ação interna do Departamento de Administração da UFF - Campus Volta Redonda, RJ, passando a contar com sessões científicas abertas a partir de 2009. 
Em 2011 o evento marca sua trajetória por meio da expansão em nível nacional. Desde então, o evento vem crescendo em tamanho e qualidade, tendo sido realizado inclusive em outros municípios: Penedo-RJ, Juiz de Fora-MG e agora em Petrópolis, RJ. 

A décima edição está sendo organizada por meio de uma ação interinstitucional, que reúne as seguintes instituições: Universidade Federal Fluminense, Universidade Federal de Juiz de Fora e Faculdade Arthur Sá Earp Neto.

Os trabalhos podem ser submetidos até o dia 15/09/2017, por meio do endereço eletrônico: http://www.even3.com.br/xcasi

WhatsApp do evento: (24) 98872-3361. Atendimento de segunda-feira a sexta-feira, das 14h às 17h.

Maiores informações acessem: www.congressocasi.uff.br

Áreas temáticas: 
(ADP) - Administração Pública
(AEM) - Administração Estratégica e Marketing
(AOP) - Administração de Operações Produtivas e de Serviços
(CAF) - Contabilidade e Administração Financeira 
(CHO) - Comportamento Humano nas Organizações
(EOS) - Economia das Organizações e Sustentabilidade *(Nova Área Temática)
(EPA) - Ensino e Pesquisa em Administração
(GTI) - Gestão da Tecnologia e Inovação 
(OSO) - Organizações e Sociedade

Datas Importantes: 
SUBMISSÃO DE ARTIGOS - 01/06 a 15/09
DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS - 19/10
PERÍODO DE INSCRIÇÕES - 19/10 a 27/10
DIVULGAÇÃO DA PROGRAMAÇÃO - 06/11
PERÍODO DO CONGRESSO - 30/11 e 01/12

Sisu: Carreiras mais procuradas

A força das Ciências Sociais Aplicadas entre as opções do Sisu: Administração, Direito, Ciências Contábeis...

Fonte: G1 

27 de abr de 2017

Congresso Brasileiro de Custos 2017

A Associação Brasileira de Custos comunica que a XXIV edição do Congresso Brasileiro de Custos será realizada na cidade de Florianópolis - SC, nos dias 15 a 17 de novembro de 2017. 

O período para submissão de artigos será do dia 17/07 ao dia 14/08/2017. 

Maiores detalhes podem ser obtidos no site do congresso: http://cbc2017.abcustos.org.br/

Image result for Congresso Brasileiro de Custos

18 de abr de 2017

Satisfação dos professores de Contabilidade no Brasil

Há um tempo respondi a um questionário por solicitação de um grupo de pesquisadores da Universidade Federal de Uberlândia. Ontem recebi um feedback dos pesquisadores. Trata-se da pesquisa Satisfação dos professores de Contabilidade no Brasil, de autoria Tamires Sousa Araújo, Gilberto José Miranda e Janser Moura Pereira, publicado na Revista Contabilidade & Finanças (v. 28, n. 74, p. 264-281, mai./ago. 2017).

Os resultados da pesquisa são animadores em relação à satisfação do docente: as pessoas gostam do que fazem e têm sentimentos positivos em relação à atividade docente. Não estamos no paraíso, mas somos felizes!

Eis o resumo do trabalho:

A proposta deste trabalho foi identificar a predominância de satisfação dos professores de Contabilidade no Brasil ao longo da sua trajetória profissional. A pesquisa classifica-se como descritiva e utilizou abordagem quantitativa para análise dos dados. Obtiveram-se 641 respostas válidas de docentes de todas as regiões do Brasil. Os resultados evidenciam que o sentimento de satisfação predomina nos docentes dos cursos de Ciências Contábeis, pois a maioria dos docentes “gosta da profissão” e, em geral, “sente-se satisfeita com a profissão”. Identificou-se que os níveis de satisfação são maiores entre os indivíduos com mais tempo de experiência, de forma que, nos primeiros anos no trabalho (um a três anos), os docentes têm menores índices de satisfação; já na última fase (acima de 35 anos), estão concentrados os maiores níveis de satisfação. O fator que mais impulsiona a satisfação é a realização pessoal (trabalho docente e relação com os alunos). Também foi possível identificar que sentimentos positivos em relação à docência predominam (67,3%) quando comparados aos negativos (32,7%). Esses resultados mostram a necessidade de maior atenção nos primeiros anos da carreira a fim de ser evitado o “choque de realidade” e também a necessidade de outros estudos que investiguem como se caracterizam as fases do ciclo de vida do professor de Contabilidade.


22 de mar de 2017

Eufemismos contábeis

Ao ler uns textos escritos por autores formados na área de Contabilidade, vejo que a referência mais comum ao que ocorreu em 1964 no Brasil fala em movimento e não em golpe militar. É para se pensar... Será que os contadores gostam de utilizar palavras mais leves para se referir a fatos graves? 
Eufemismos contábeis!
Um dos atuais ministros do STF, mesmo sem ser contador, usa eufemismos com certa frequência. Um exemplo é quando diz que Caixa 2 não é corrupção ou ainda é uma opção das empresas para evitar exposição demasiada.

XXII Prêmio Tesouro Nacional 2017



O Prêmio Tesouro Nacional é idealizado pela Secretaria do Tesouro Nacional e tem a finalidade de estimular a pesquisa na área de Finanças Públicas, reconhecendo os trabalhos de qualidade técnica e de aplicabilidade na Administração Pública. 
Poderão concorrer trabalhos individuais ou coletivos,  de candidatos de qualquer nacionalidade e formação acadêmica (graduação ou pós-graduação).

Os temas do concurso são:
1. Equilíbrio e Transparência Fiscal
2. Alocação Eficiente do Gasto Público
3. Dívida Pública e Concessão de Garantias

Maiores informações e inscrições: http://www.esaf.fazenda.gov.br/assuntos/premios/pagina-principal-xxii-premio-tn-2017 

Concurso de Monografias - Academia Nacional de Economia

Divulgação:
1º Concurso de Monografias da Academia Nacional de Economia – ANE
Idealizado e instituído pela Academia Nacional de Economia - ANE, o seu 1º Concurso de Monografias, com periodicidade anual, tem por finalidade identificar problemas, propor soluções, estimular a pesquisa e contribuir para o desenvolvimento do conhecimento humano nas áreas das ciências econômicas, políticas e sociais.

Tema geral do concurso: A Economia Verde

Subtemas para as monografias:
1 - A Atualização do Direito Tributário frente a Economia Verde
2 - Economia Verde e Desenvolvimento Sócio econômico
3 - A Economia Verde e o Desenvolvimento de Cidades Inteligentes
4 - A Mudança de Comportamento dos Agentes Econômicos na Transição para a Economia Verde
5 - Economia Verde e os Novos Padrões de Produção, Distribuição e Consumo
6 - Economia Verde: Desafios e Oportunidade de Novos Negócios
7 - A Economia Verde e as Necessidades de Adaptações Jurídicas, Tecnológicas e Sociais
8 - A Amazônia e a Economia Verde

Maiores informações e inscrições: http://www.academia-ane.org/detalhes.asp?id=1&programacao=12 

Moody's: Somos estáveis!(?)

Somos estáveis!(?)

A agência de classificação de riscos Moody’s divulgou que mudou a perspectiva de nota do Brasil. De acordo com a Moody’s, a situação do Brasil passa de negativa para estável [Como será que ela concluiu isso?]. Porém, o país ainda não recuperou o grau de investimento [Que também é atribuído por agências como a Moody’s].

Matéria publicada no jornal Valor Econômico:

A Moody's pegou de surpresa boa parte do mercado, que qualificou como “ousada” a decisão da agência de alterar a perspectiva da nota de crédito do Brasil de "negativa" para "estável". Para justificar a ação, a Moody's citou estabilização econômica [Onde? Quando? Como?], convergência da inflação à meta, melhora da perspectiva fiscal e do ambiente institucional [Não é possível que ela considera o nosso ambiente institucional estável, não... Em tempos em que os principais nomes que estão no comando do país estão envolvidos em escândalos de corrupção] e números mais positivos da Petrobras [Prejuízo menor é positivo!!!]. O rating permanece em “Ba2”, ou dois níveis abaixo do grau de investimento.

Em um período em que o Brasil questiona como são feitos os hambúrgueres e as salsichas nos principais frigoríficos do país, cabe questionar também como são calculados os indicadores que as agências de riscos usam para classificar os países e as empresas.

E vale: a carne é fraca, mas os interesses escusos podem ser muito fortes!

14 de mar de 2017

Aula de Economia ilustrada

Tem alguns conceitos que são mais simples de entender se alguém desenhar. Está aí.



4 de mar de 2017

IV Encontro Brasileiro de Administração Pública

A Sociedade Brasileira de Administração Pública (SBAP) convida a comunidade acadêmica e profissional para participar do IV Encontro Brasileiro de Administração Pública, a ser realizado nos dias 24 e 25 de maio de 2017, na cidade de João Pessoa, Paraíba.

O evento contará com duas conferências internacionais. Na abertura, dia 24 de maio, Gregório Montero (Secretário Geral do CLAD) irá palestrar sobre a “Construção da Administração Pública do Século XXI”. No encerramento, dia 25 de maio, Álvaro Vicente Ramirez-Alujas (Pesquisador - GIGAPP) irá palestrar sobre “A Reforma do Estado e a Modernização da Gestão Pública”.

A submissão de artigos está aberta até o dia 15 de março de 2017. Os artigos aprovados serão publicados e discutidos em cinco Grupos de Trabalho (GTs). Maiores informações estão disponíveis no endereço: http://www.ufpb.br/ebap/contents/paginas/grupos-de-trabalho

O evento conta ainda com sete Oficinas, abertas a participação de estudantes de graduação e profissionais, interessados em aprofundar seus conhecimentos sobre a Administração Pública. 

Para maiores informações visite o website do evento, disponível em: http://www.ufpb.br/ebap

Infos:
IV Encontro Brasileiro de Administração Pública
Quando: 24 e 25 de maio de 2017
Onde: João Pessoa, Paraíba.

3 de mar de 2017

Carnaval acadêmico

O carnaval acabou na Quarta-feira de Cinzas?

Para o Bloco Unidos do Deadline, não!!!
Os foliões deste bloco, que desfilam por laboratórios de pesquisas e corredores acadêmicos, têm uma proposta para os avaliadores dos trabalhos que serão submetidos até o deadline.
Para o pessoal da área de Ciências Contábeis, no próximo dia 06/03 é o deadline do Congresso Anpcont!

Eis os quesitos de avaliação:

1) COMISSÃO DE FRENTE: Título e Resumo
A Comissão de Frente é julgada de acordo com a concepção e a capacidade de causar impacto em sua função de saudar o público e apresentar a escola na avenida, levando em conta a coordenação, o sincronismo e a criatividade. É obrigatória a apresentação em frente às cabines de julgamento.

No artigo: A comissão de frente (ops!), o Título e Resumo devem representar de forma sumária as discussões relevantes do trabalho.
***

2) ENREDO: Introdução, Relevância, Justificativa, Estrutura
O Enredo é a criação e apresentação artística do tema ou conceito escolhido pela escola de samba. O julgador deve analisar a capacidade de compreensão do tema proposto com as fantasias e alegorias levadas à avenida, bem como a criatividade e sequência da apresentação.

No artigo: os autores devem apresentar a ideia do trabalho de forma a convencer os avaliadores de sua atualidade, relevância e contribuições para a área do conhecimento.
***

3) HARMONIA: Referencial Teórico-Conceitual
O quesito Harmonia analisa o entrosamento entre o ritmo e o canto, considerando a igualdade do canto pelos componentes em consonância com o puxador e a manutenção da tonalidade.

No artigo: o referencial teórico deve estar em sintonia com o objetivo do trabalho, baseado em fontes confiáveis, relevantes e atuais.
***

4) EVOLUÇÃO: Coerência
A Evolução é a progressão da dança de acordo com o ritmo do samba executado pela bateria. O julgador deve analisar a fluência da escola na avenida e a espontaneidade, criatividade e empolgação dos componentes, penalizando atrasos, retrocessos, correria e buracos desnecessários entre as alas.

No artigo: A construção do trabalho deve mostrar coerência entre os objetivos, a base teórica, os métodos e os resultados alcançados.
***

5) SAMBA-ENREDO: Escrita
No quesito Samba-Enredo são avaliadas a letra e a melodia, levando em conta a riqueza poética, a beleza e o bom gosto, além da capacidade da harmonia musical facilitar o canto e a dança dos componentes.

No artigo: O trabalho deve ser bem redigido, na língua escolhida para a sua apresentação, bem como ter uma linguagem adequada a textos científicos, em geral mais objetiva.
***

6) ALEGORIAS E ADEREÇOS: Submissão, apresentação, template
O quesito Alegorias e Adereços engloba os elementos cenográficos sobre rodas ou não, que devem ser julgados de acordo com a concepção e adequação ao tema, bem como a criatividade, impressão causada e o acabamento e cuidado na confecção e decoração. Nesse quesito também são avaliados os destaques e componentes que estejam nos carros alegóricos.

No artigo: O trabalho precisa respeitar as normas de cada congresso ou periódico. Cada um tem uma cartilha para submissão... Tem até quem peça resumo expandido... Esse é para tirar do sério pierrôs e colombinas
***

7) FANTASIAS: Formatação
O quesito Fantasia julga a adequação dos vestuários dos componentes ao tema proposto para cada ala, bem como a uniformidade dos detalhes entre os componentes.

No artigo: os autores têm que atentar às normas de citação e referência (ABNT, APA...), espaçamento, fonte, número de páginas...
***

8) BATERIA: Análise de Resultados
Para o quesito Bateria são levados em conta a manutenção e sustentação da cadência com o samba-enredo, a “perfeita conjugação de sons” dos instrumentos, a criatividade e a versatilidade. Devem ser desconsideradas eventuais panes no sistema de som, a utilização de instrumentos de sopro ou a não parada nos recuos, que não são obrigatórias.

No artigo: Ah, se não apresentar resultados condizentes com os objetivos do trabalho... É nadar, nadar e morrer na praia... Daí tem que voltar para o grupo de acesso... E submeter no próximo ano!
***

9) MESTRE-SALA E PORTA-BANDEIRA: Conclusão
O último quesito é o casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira. É avaliada a adequação da roupa para a dança, bem como a beleza e o bom gosto. A dança não deve ser o samba e sim um bailado no ritmo do samba, com graça, leveza e harmonia entre o casal.

No artigo: Conclusão não é resumo de resultados! Os autores devem mostrar em que o trabalho contribui para a área de conhecimento, além das implicações acadêmicas do trabalho, sem esquecer de apontar as oportunidades para futuros enredos (ops! futuras pesquisas).

Texto de Weslei Camelo e Claudia Cruz

22 de fev de 2017

Diversidade, Interculturalidade e Organizações

Chamada de Artigos para o Dossiê: Diversidade, Interculturalidade e Organizações


A Revista de Gestão Social e Ambiental (RGSA), revista classificada como B1 no WebQualis, cumprindo seu papel de divulgar pesquisas contemporâneas e relevantes no campo da gestão social e ambiental, convida autores/as a submeterem para avaliação artigos para compor o dossiê “Diversidade, interculturalidade e organizações”.

Consulte o link a seguir e tenha acesso a todas as informações:

https://rgsa.emnuvens.com.br/rgsa/announcement/view/1

21 de fev de 2017

Controle Governamental, Accountability e Coprodução

A Revista Sociedade, Contabilidade e Gestão - SCG (Qualis B2) está com uma chamada especial sobre "Controle Governamental, Accountability e Coprodução", a ser co-editada pelos professores André Aquino (FEA-RP/USP), Arlindo Rocha (ESAG/UDESC), Cecília Olivieri (EACH/USP), e José Antonio Gomes de Pinho (EA/UFBA).

Maiores detalhes no site da Revista: http://www.atena.org.br/revista/ojs-2.2.3-06/index.php/ufrj/index

Chamada Especial: http://adcont.net/public/chamada_especial_2017.pdf

6 de jan de 2017

Divulgação: Congresso USP 2017

Sobre o Congresso USP:

Concebido pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/USP), o USP International Conference in Accounting será realizado no período de 26 a 28 de Julho de 2017, em sua décima sétima edição, simultaneamente com o XIV Congresso USP de Iniciação Científica em Contabilidade.
Este evento tem por objetivo principal promover o intercâmbio de estudos e experiências, bem como a divulgação de ideias sobre a teoria e a prática da Controladoria e da Contabilidade, aproximando profissionais deste segmento e pesquisadores acadêmicos em momentos como apresentações de trabalhos, workshops e palestras. A temática para este ano será: “Improving the usefulness of accounting research”.

Datas Importantes: 

Recepção de Artigos: 12/12/2016 a 20/02/2017

Resultado das avaliações dos artigos: 16/04/2017

Início das inscrições: 02/01/2017

Final das inscrições dos autores: 30/04/2017

Final das inscrições dos congressistas em geral: 05/06/2017

O Evento será realizado em: 26 a 28 de julho de 2017

Maiores informações: http://congressousp.fipecafi.org/ 

Divulgação: XI Congresso ANPCONT

Sobre o congresso:

O Congresso ANPCONT é um evento de importante significado acadêmico-científico da Associação Nacional de Programas de Pós-Graduação em Ciências Contábeis. Este evento proporciona a interação da comunidade acadêmica, pesquisadores, professores e estudantes, representando um meio de divulgação da produção técnico-científica na área das Ciências Contábeis.

Informações:

Título do evento: XI Congresso ANPCONT
Período do evento: 03 a 06 de junho de 2017
Local de realização: Hotel Mercure Belo Horizontes Lourdes - Centro de Convenções Planetarium
Número estimado de participantes: 300 pessoas
Abrangência do evento: Internacional
Tipos de Trabalhos: Artigos Científicos, Projetos de Dissertação de Mestrado, Projetos de Tese de Doutorado e Trabalhos de Iniciação Científica.

Outras informações: http://congressos.anpcont.org.br/xi/
“... nunca [...] plenamente maduro, nem nas idéias nem no estilo, mas sempre verde, incompleto, experimental.” (Gilberto Freire)